Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \25\UTC 2009

Muita gente anda por aí dizendo que temos que ser fortes, mas eu lhes pergunto: de que adianta sermos fortes se não tivermos paz dentro de nós? Para algo ser forte ele precisa de outro algo, consistente o suficiente, que sustente essa força. Como poderemos ser verdadeiramente fortes se estivermos em desarmonia, ansiosos, temerosos, fragilizados? Não há como, só conseguiremos uma força vazia, e uma força vazia de nada vale. É preciso estar em paz consigo, em todos os sentidos, é preciso ter plena confiança de que, aconteça o que acontecer, você estará sempre do seu lado fazendo o seu melhor, de que, venham os resultados esperados ou não, você ficará bem e isso lhe bastará, para então ver sua força brotar, uma força inabalável, capaz de atravessar as mais terríveis tormentas.

Ao invés de dizer a alguém “seja forte”, diga “fique em paz”, pois é nela [na paz] que esse alguém encontrará a força de que necessita.

Abraços a todos, até a próxima. Namastê.

Anúncios

Read Full Post »

Bárbara e o amor

Normalmente sou bem reservado com relação a certos assuntos de minha vida, mas hoje vou abrir uma excessão para fazer uma justa homenagem a uma pessoa absolutamente especial e importante para mim, que atende pelo nome de Bárbara e hoje tenho a alegria de chamar de namorada, e porque ela vai me fazer falar de algo pelo qual devemos nos guiar sempre.

Tudo teve início em março de 2006, quando nos conhecemos nas aulas de dança adaptada (ela também é cadeirante). Já ali começou a ser semeado um certo amor, que logo assumiu a forma de sincera amizade. Com o passar dos dias, dos meses, das aulas, das apresentações, dos encontros, essa amizade se estreitou a tal ponto que, no dia 3 de novembro de 2007, aquele amor que já existia assumiu, oficialmente, a forma de namoro.

Este foi um amor que me fez vencer meus próprios preconceitos, e me completou de um jeito que não imaginava. Tudo que eu queria estava ali: um amor sincero, verdadeiro, forte, tranquilo e praticamente sem cobranças. Descobri o encanto de ser amado, querido; o prazer de compartilhar todas as coisas e fazer a pessoa ao meu lado sorrir mais feliz. Enfim, é uma relação que coloco entre minhas mais ricas experiências. A Bárbara (“Babi” para os mais chegados) é uma moça maravilhosa, que carrega no peito um coração de ouro, sempre atenciosa e muito carinhosa com todos a sua volta, um amor de pessoa, e tem uma risada e um sorriso…já aprendi bastante com ela, e sigo aprendendo. Devo ainda confessar que incontáveis são as vezes em que me emociono com a força do amor que ela me dedica.

Quero aproveitar a deixa para falar um pouco sobre esse sentimento universal chamado AMOR, que escrevo com letras maiúsculas pois é isso que ele é: um sentimento maiúsculo. Podemos notar essa universalidade do amor no fato de ele se apresentar e poder ser vivido das mais diversas maneiras e nas mais variadas relações. Dificilmente encontraremos alguém que não o tenha experimentado, mesmo que tenha sido por um instante sequer. Não importa o meio pelo qual ele chegue até nós, desde que seja amor.

Sugiro que pratiquemos e nos aprofundemos neste poderoso sentimento, capaz de construir e curar tanta coisa. Vamos todos amar uns aos outros, a nós mesmos, e tudo que nos cerca; vamos aprender o que realmente isso significa. Vamos colocar amor no coração, em nossos pensamentos e em tudo aquilo que fizermos, assim viveremos muito melhor, seremos mais plenos e felizes!

Encerro deixando uma pequena poesia que minha querida namorada escreveu para mim, tempos atrás:

“Dia 13 eu nasci
Dia 30 você nasceu
Dia 3 nós nascemos
Manhã, Tarde e à noite você disse 6 palavras:
-Você ainda está afim de mim?
E hoje digo 3 palavras:
Eu te amo.”
(Bárbara Treza)

Bárbara, eu amo você meu raio de Sol, obrigado por cada dia dos últimos 1 ano e 5 meses!

Abraços a todos. Namastê.

Read Full Post »